quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Feliz dia das crianças, filho.



Filho, dia das crianças já teve diferentes significados ao longo da minha vida. Durante um tempo foi o meu dia que esperava com alegria. Depois  passou  a não significar mais muita coisa, eu cresci. As pessoas crescem e perdem a graça. Não todas, só a maioria.  Algumas pessoas adultas tem mais sorte e um dia viram pais e mães de crianças como você. Você não é só meu filho. Você sou eu antes de perder a graça. Empresta um pouco dessa graça pra mamãe, empresta? Um pouco desse riso limpo? Deixa eu ficar observando em silêncio você brincar de faz de conta um pouquinho mais? Deixa eu sentir o perfume doce dos seus cabelos cacheados que um dia a mamãe teve também? Deixa eu ser criança através dos seus olhos vivos , repletos de curiosidade, alegria e amor? É, eu sei que você deixa. 

Engraçado, você é único. Filho, eu quero dizer. Um só e já deu pra entender porque tanta gente vive a vida enchendo a casa de crianças. Ainda não inventaram coisa melhor do que esses seres que, dizem, ainda não estão prontos mas são mais inteiros que gente grande. Quem passa a vida com crianças não sente a vida passar;  passa bem demais. Quem nunca fez bagunça que atire a primeira pedra. E cuidado com a vidraça, menino!

Filho, obrigada. Agora eu entendi que dia das crianças é esse. Não tem nada a ver com o comércio. Tem a ver com você, um menino levado, com a cabecinha cheia de ideias, que gosta de colorir caprichado, jogar futebol, dormir de mãos dadas depois das histórias de dragão. Dia das crianças é todo dia pra quem tem a alegria de conviver com você. Pena que cresce. Pena nada, filho. Aproveitando não é pra ter pena de nada. Feliz dia das crianças, papai e mamãe desejam que você não perca a graça nunca, mesmo ficando grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, debata conosco, deixe sua opinião. Mãe é tudo igual agradece.

Web Analytics ▲ Topo