segunda-feira, 28 de maio de 2012

Meu filho e a #SemanaMundialdoBrincar



Ser mãe é viver numa montanha russa constante. Você vive a hora da expectativa quando entra no carrinho e colocam os cintos de segurança enquanto  imagina o que está por vir. Depois disso muitos medos, sustos, sobressaltos alternados com muita emoção e euforia. Ser mãe é essa loucura mesmo. E de tudo o que eu vivo com meu filho nessa montanha russa, uma das coisas que mais gosto é ver o menino brincar. 

As brincadeiras dele sempre me surpreendem porque ao mesmo tempo em que já é vítima da propaganda - que quer vender a brincadeira pronta -  ele cria coisas interessantíssimas a partir de quase nada. Brinca com as caixas de papelão que chegam do supermercado, com caixas de fósforos, botões , qualquer coisa . A melhor produção é a do Gato de Botas : chapéu de caubói que ganhou de lembrança numa festa , cinto da fantasia do Super homem, espadinha de plástico - tb lembrança de festa e as botas sete léguas do pai. Visualizou?

Espaço seguro, liberdade de expressão, brinquedos adequados a idade , caixas de papelão, botas sete léguas do pai. É só isso que ele precisa. Acontece que só isso é coisa pra caramba. Não depende só dos pais, depende também do Poder Público, da Escola, da Comunidade. Precisamos estar atentos a essas necessidades que garantem o desenvolvimento sadio dos nossos filhos. 

Por isso, para encerrar o post da blogagem coletiva da Semana Mundial do Brincar promovida por um Blog de Mãe - clique e saiba mais -   eu pergunto, se puder responda nos comentários: 

a) onde você mora existem parquinhos com brinquedos em bom espaço de conservação , áreas seguras e arborizadas onde as crianças possam brincar ?

b) a escola do seu filho tem espaço adequado à idade e número de crianças matriculadas?


c) qual a brincadeira mais interessante que seu filho já criou?



Um comentário:

  1. Vanessa, moro em apartamento que nao tem nada de lazer, mas estou sempre em parquinhos com os meninos, seja do condomínio da minha mãe, seja na casa de amiguinhos. Acho essencial.
    A escola deles é enorme, muito verde e pouca criança. Falha um pouco no parquinho, que poderia ter mais trepa-trepa e atividades para os mais velhos (falo do meu de 4 anos). Mas estou muito satisfeita, muitas escolas por aqui aos 4 Anos já tiraram o horário Do parquinho e substituiram por computação e inglês acredita?
    Aqui em casa guardo muito lixo limpo para depois transforma-los em brinquedos e outro dia Davi pegou uma caixa cheia de potes de requeijão e outros de plástico e montou um super castelo. Achei muito criativo!
    Um beijao

    ResponderExcluir

Comente, debata conosco, deixe sua opinião. Mãe é tudo igual agradece.

Web Analytics ▲ Topo