quarta-feira, 6 de abril de 2011

Sintomas da Dengue – Aprenda a Identificar

denguemata

A todo momento surgem notícias de óbitos causados pela dengue. A última morte noticiada no Rio de Janeiro, da estudante Fernanda Cristina Freitas, 19 anos assusta por estar associada a falha no diagnóstico. Durante toda a semana passada, Fernanda procurou um centro de saúde e dois hospitais sem que fosse cogitada a possibilidade de infecção por dengue. Somente quando deu entrada na quarta unidade de saúde, recebeu tratamento adequado. Mas era tarde demais. Trinta minutos depois, Fernanda não resistiu a duas paradas cardíacas. Nós, os leigos podemos nos confundir ao nos depararmos com os sintomas mas, erro de diagnóstico por parte de um profissional da área de saúde em uma situação alarmante de epidemia ( digam o que quiserem os representantes do Estado , o que temos no Rio é uma epidemia recorrente) não é aceitável. Saber que mais uma vida se perdeu por conta de um vírus transmitido por um mosquito, que pode ser combatido com nada mais que uma faxina ( ainda que não baste a sua faxina, sendo necessária também a faxina na casa do vizinho)  e que o tratamento da doença é simples, bastando ser corretamente diagnosticada deixa qualquer um indignado.

De acordo com o site do Min. da Saúde são os sintomas da dengue :

Sintomas
Após a picada do mosquito, os sintomas se manifestam a partir do terceiro dia. O tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias.O intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É depois desse período que os sintomas aparecem:

Dengue Clássica
Febre alta com início súbito· Forte dor de cabeça· Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos· Perda do paladar e apetite· Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores· Náuseas e vômitos· Tonturas· Extremo cansaço· Moleza e dor no corpo · Muitas dores nos ossos e articulações.

Dengue Hemorrágica
Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:· Dores abdominais fortes e contínuas. Vômitos persistentes · Pele pálida, fria e úmida· Sangramento pelo nariz, boca e gengivas· Manchas vermelhas na pele· Sonolência, agitação e confusão mental· Sede excessiva e boca seca· Pulso rápido e fraco· Dificuldade respiratória· Perda de consciência.
Na dengue hemorrágica o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas. De acordo com estatísticas do Ministério da Saúde, cerca de 5% das pessoas com dengue hemorrágica morrem. O objetivo do Ministério é que esse número seja reduzido a menos de 1%.

TRATAMENTO

O Aedes Aegypti mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas.
A reidratação oral é uma medida importante e deve ser realizada durante todo o período de duração da doença e, principalmente, da febre. O tratamento da dengue é de suporte, ou seja, alívio dos sintomas, reposição de líquidos perdidos e manutenção da atividade sangüínea. A pessoa deve manter-se em repouso, beber muito líquido (inclusive soro caseiro) e só usar medicamentos prescritos pelo médico, para aliviar as dores e a febre.
o ser observado o primeiro sintoma, deve-se buscar orientação médica no posto de saúde mais próximo. As pessoas que já contraíram a forma clássica da doença devem procurar, imediatamente, atendimento médico em caso de reaparecimento dos sintomas agravados com os sinais de alerta, pois correm o risco de estar com dengue hemorrágica, que é o tipo mais grave. Todo tratamento só deve ser feito sob orientação médica.
Ah, encontrei também no site do Min. da Saúde uma notícia sobre a pesquisa da FioCruz que descobriu : “a fêmea do Aedes voa até mil metros de distância de seus ovos. Com isso, os pesquisadores descobriram que a capacidade do mosquito é maior do que os especialistas acreditavam. Até então, eles sabiam que o Aedes só se distanciava cem metros.” Ou seja, alguém pode estar criando o mosquito num raio de 1km e ainda assim ele chegar voando até sua casa. Haja faxina.

Depois de publicar aqui um passo a passo da confecção de uma armadilha para o mosquito da denque para ser feita em casa, resolvi postar o video de um trecho de uma reportagem do Jornal da Globo de 2008. Vale a pena dar uma olhada para gravar bem quais os sintomas e a diferença entre dengue e uma virose comum.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, debata conosco, deixe sua opinião. Mãe é tudo igual agradece.

Web Analytics ▲ Topo