segunda-feira, 4 de abril de 2011

Mães de Sucesso

mother.jpg

Não basta ser mãe, tem que dar tudo certo. É este o sentimento que assalta boa parte de nós. Precisamos conhecer nossos filhos, precisamos estar atentas e saber como vão as coisas.  Precisamos trabalhar e suprir as necessidades materiais, precisamos olhar dentro dos olhos deles e suprir as necessidades emocionais, tudo , é claro, na medida do possível. E o que é uma mãe de sucesso? Será aquela da casa ímpecável, ou a mãe que cuida tão bem da roupa, da alimentação, da mãe preocupada com tudo? A mãe de sucesso é a que consegue trabalhar e criar os filhos, ou a que consegue não precisar sair de casa? O que almejamos, afinal e ao final?

Considero minha mãe uma bem sucedida pois nos criou apesar de todas as dificuldades e fes um bom trabalho. Tenho minhas reservas à criação que tive e tento implementar tudo aquilo que eu gostaria de ter tido na educãção do meu filho. Só tento, pois algumas vezes não consigo agir diferente. Nossas avós eram chamadas a dar conta de menos afazeres para serem consideradas bem sucedidas na tarefa ( árdua e feliz) da maternidade. Hoje são tantos os modelos que precisamos seguir que muitas vezes me sinto perdida e pergunto: Será que estou fazendo o que é certo? É claro que não dá pra matutar durante muito tempo, pois ser mãe é um emprego para quem pensa rápido, sabe tomar decisões difíceis, apagar incêndios e conter enchentes, isso sem falar nos terremotos eventuais. Como ser absolutamente bem sucedida numa experiência em que o relativo impera?

Escrevi esta prévia para perguntar a você, leitora do blog, o que faz uma mãe de sucesso? Você já conheceu uma mãe absolutamente bem sucedida? Como identificar essa mãe?  Conta aí, vai. Preciso desses dados para uma coluna especial do mês de maio. Você não vai recusar um pedido de mãe para mãe, vai?

* imagem Mother and Child, de Pablo Picasso ( Óleo sobre tela , 1901)

11 comentários:

  1. Adorei a proposta do blog !!! Tenho 2 coisicas neh, rs!!!
    Um bj doce e apareca nas Abobrinhas
    Roberta
    www.docesabobrinhas.com

    ResponderExcluir
  2. Mãe de sucesso e aquela que faz seu melhor, seja dentro de casa ou fora dela, trabalhando sem parar. E aquela mãe que quando encontra os filhos ja crescidos sente orgulho das pessoas que eles se tornaram, nas escolhas que fizeram e nos caminhos que tomaram. Por que cada filho e um reflexo da mãe que teve, e mesmo isso nem sempre saindo do melhor jeito (ja que cada um interpreta um exemplo de uma forma muito particular) o resultado final nos faz encher o peito e sorrir.

    ResponderExcluir
  3. Não sei. Talvez aquela que já velhinha, olhe para trás em sua vida, sente orgulho e tem vontade de fazer tudo de novo.
    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  4. Na minha opinião (de mãe), uma mãe bem sucedida é aquela que faz o filho feliz. É muito difícil agir em cima da corda bamba com essa patrulha do politicamente correto. Por conta disso, sinto que, muitas vezes, acabo tratando a minha filha como uma adulta "coma frutas", "diga obrigada", "respeite o coleguinha", "salve o planeta" e nisso tudo, muitas vezes sinto que a escuto muito pouco. Não se trata de criar um modelo ruim de comportamento, permissivo ao extremo. Se trata, às vezes, de ouvir que o colega pegou o brinquedo na escola e dar aquele "suposto apoio", dizendo pode deixar vou ter uma conversar com ele e ele não vai mais fazer isso. Essas sutilezas que a gente usa e acaba construindo uma (falsa) imagem de herói. Quando quero fazer tudo, sinto que não dou conta de quase nada. Aí, não tem jeito, é fazer pipoca e ver um filminho na tv. Deixa a pilha de louças para depois e coloca o marido no stand by de vez em quando.

    ResponderExcluir
  5. Linda, este tema sempre me emociona muito sabe...

    Minha mãe é um exemplo enorme para mim. Exemplo de coisas boas e de coisas ruins também...

    A vida dela nunca foi fácil. Mais velha de 7 irmãos, nunca teve luxo e nada de seu. Cresceu, casou, teve filhos, ajudou na criação de todos os irmãos, lutou para entrar num concurso público, enfim...
    Mas... A vida e suas peças... Meu pai se perdeu na bebida... Ela não aguentou... Saiu de casa para viver com outra pessoa. Deixou-nos com um pai, sem condições nenhuma de nos criar e bêbado (é claro que muitas coisas aconteceram até chegar a este ponto). Minha irmã tinha 15 anos (ficou revoltada com mamis), meu irmão tinha 12 (não dizia muito o que pensava, seguia conforme a onda). Eu tinha 9, não entendia muito bem o que acontecia, mas tentava não julga-la. Só sabe o que aconteceu na vida dela quem passou pelo que ela passou...
    Enfim... Nossa vida não foi nada fácil depois disso. Ela também deu suas cabeçadas, sofreu, se deprimiu, e eu lá, só observando... Até que um dia (eu tinha 15 anos) eu estava numa deprê violenta por causa da deprê dela... Sempre fomos assim, os sentimentos dela sempre ecoavam em mim... Uma tia minha teve que dar uma prensa nela para ela ver o que estava acontecendo...
    E assim tomou força e seguiu adiante..

    Assim fomos nós. Meus irmãos sairam de casa, casaram e fiquei eu lá, com ela. Era dificílimos nos desentendermos, saiamos juntas, mas era dificil para ela se abrir... Só que eu sempre sabia, como ela sempre sabe também. Pela voz, pelo olhar, pela energia.
    Hoje mamis está sossegada até demais, cheia de netos, se aposentou, voltou a estudar, ta entrando nos 60 e se achando a velha... Agora eu empurro para ela se divertir, distrair, viajar.
    Enfim... Sinto como se ela fosse o reflexo de minha alma, meu pedacinho de ilha sabe? Sempre procurei não julga-la, como não gostava de julgar meu pai. É claro que as ações deles respingavam em nós. Mas era a vida deles. Quem não erra??

    Ficou enorme né? rs

    bjkas

    ResponderExcluir
  6. Acho que mãe absolutamente bem sucedida não existe. Sempre fica algo que gostaria de ter feito diferente pelo fato de não ter o poder de prever o futuro. Ou de não ter tido experiência suficiente na época.
    Existe mãe que tem orgulho de ter tido mais acertos do que erros, e no final pode dizer: "Eu fiz o melhor que pude"
    Mas acho que nenhuma que seja sincera vai dizer: "Fui perfeita"
    Quando se fala Mãe de Sucesso, só me vem à cabeça uma mãe cujo os filhos amam e sejam felizes. E para isso não precisa ser absolutamente bem sucedida :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Mães de Sucesso é o evento que acontece na câmara municipal há 7 ano, que por sinal a proponete deste evento Luna Alves, deu este nome pelo fato do trabalho da Denise Mães da Sé, que vestiu a camisa quando perdeu a sua filha.Foi então a Luna se comoveu com este trabalho, ecriou este evento..Veja o evento que ocorreu agora dia 10/05.. Entre neste no google,e coloca Mães de Sucesso 2011 na câmara dos vereadores e tbm no site O Fuxico...

    ResponderExcluir
  8. Mães de Sucesso é o evento que acontece na câmara municipal há 7 ano, que por sinal a proponete deste evento Luna Alves, deu este nome pelo fato do trabalho da Denise Mães da Sé, que vestiu a camisa quando perdeu a sua filha.Foi então a Luna se comoveu com este trabalho, ecriou este evento..Veja o evento que ocorreu agora dia 10/05.. Entre neste no google,e coloca Mães de Sucesso 2011 na câmara dos vereadores e tbm no site O Fuxico...

    ResponderExcluir
  9. Linda, este tema sempre me emociona muito sabe...

    Minha mãe é um exemplo enorme para mim. Exemplo de coisas boas e de coisas ruins também...

    A vida dela nunca foi fácil. Mais velha de 7 irmãos, nunca teve luxo e nada de seu. Cresceu, casou, teve filhos, ajudou na criação de todos os irmãos, lutou para entrar num concurso público, enfim...
    Mas... A vida e suas peças... Meu pai se perdeu na bebida... Ela não aguentou... Saiu de casa para viver com outra pessoa. Deixou-nos com um pai, sem condições nenhuma de nos criar e bêbado (é claro que muitas coisas aconteceram até chegar a este ponto). Minha irmã tinha 15 anos (ficou revoltada com mamis), meu irmão tinha 12 (não dizia muito o que pensava, seguia conforme a onda). Eu tinha 9, não entendia muito bem o que acontecia, mas tentava não julga-la. Só sabe o que aconteceu na vida dela quem passou pelo que ela passou...
    Enfim... Nossa vida não foi nada fácil depois disso. Ela também deu suas cabeçadas, sofreu, se deprimiu, e eu lá, só observando... Até que um dia (eu tinha 15 anos) eu estava numa deprê violenta por causa da deprê dela... Sempre fomos assim, os sentimentos dela sempre ecoavam em mim... Uma tia minha teve que dar uma prensa nela para ela ver o que estava acontecendo...
    E assim tomou força e seguiu adiante..

    Assim fomos nós. Meus irmãos sairam de casa, casaram e fiquei eu lá, com ela. Era dificílimos nos desentendermos, saiamos juntas, mas era dificil para ela se abrir... Só que eu sempre sabia, como ela sempre sabe também. Pela voz, pelo olhar, pela energia.
    Hoje mamis está sossegada até demais, cheia de netos, se aposentou, voltou a estudar, ta entrando nos 60 e se achando a velha... Agora eu empurro para ela se divertir, distrair, viajar.
    Enfim... Sinto como se ela fosse o reflexo de minha alma, meu pedacinho de ilha sabe? Sempre procurei não julga-la, como não gostava de julgar meu pai. É claro que as ações deles respingavam em nós. Mas era a vida deles. Quem não erra??

    Ficou enorme né? rs

    bjkas

    ResponderExcluir
  10. Não sei. Talvez aquela que já velhinha, olhe para trás em sua vida, sente orgulho e tem vontade de fazer tudo de novo.
    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Adorei a proposta do blog !!! Tenho 2 coisicas neh, rs!!!
    Um bj doce e apareca nas Abobrinhas
    Roberta
    www.docesabobrinhas.com

    ResponderExcluir

Comente, debata conosco, deixe sua opinião. Mãe é tudo igual agradece.

Web Analytics ▲ Topo