quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

McLanche Feliz? Não, obrigada.

maclanche
A notícia de que a venda de lanches para crianças com brindes inclusos, o McLanche Feliz, ou  Happy Meal, como é conhecido nos Estados Unidos, foi proibida em São Francisco – a 12a. maior cidade do país – pode ser considerada uma vitória para os defensores de uma alimentação mais saudável. Depois de muito debate e da tentativa de veto por parte do prefeito da cidade, a medida acabou aprovada e agora outras cidades, como Chicago, estudam medidas semelhantes. A proibição determina que somente produtos com menos de 600 calorias e com menos de 35% de gordura . O prato deve conter ainda  metade de um copo de frutas e três quartos de uma xícara de legumes, não pode ultrapassar  640 miligramas de sódio e o limite de gordura trans não pode ultrapassar  0,5 miligramas .

Convenhamos não parece nem um pouco interessante um lanche bomba como o descrito acima. Ainda mais para uma criança que necessita de aproximadamente 1.500 calorias/dia. A quantidade de gordura é exorbitante, assim como sal contidos numa única refeição. Gordura trans nem se fala. Mas, é um começo. Já é tempo de as empresas de fast-food começarem a pensar outras estratégias de vendas e investirem em produtos menos assassinos. A engenharia de alimentos é uma ciência bastante avançada e a indústria alimentícia pode muito bem investir em soluções saúdáveis para manter os lucros.

E quanto a nós? Bem, nós poderíamos ter banido esses lanches dos pratos de nossos filhos há muito tempo e somos os únicos responsáveis pela obesidade das crianças que só comem o que damos a elas. E a saúde do seu filho não pode valer um brinde , pode?



Update: Tem promoção do blog What Mommy Needs, da Carolina Pombo. " Para participar, envie por e-mail ou publique em seu blog (se você também for blogueira/o) uma história de coragem encarnada por uma mãe. Pode ser história real ou inventada, dramática ou bem humorada. Solte a criatividade e a inspiração! Se você é mãe, lembre-se dos momentos mais desafiantes que a maternidade lhe trouxe e solte o verbo! Se não é, também pode participar." Clique aqui e confira! 

6 comentários:

  1. Pois é, somente nós, os pais, somos responsáveis pela a alimentação de nossos filhos.
    Aqui em casa costumo fazer assim: de segunda a sexta, feijão, carne, arroz, purê, salada e nos finais de semana estão liberados para um hamburgue, pizza, refrigerante...(se for o caso, né?

    Xeros

    ResponderExcluir
  2. Por mim meu filho não vai saber quem o Ronald, ou MacLanche Feliz tão cedo!
    Pq de feliz isso não tem nada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olha, eu confesso que não me preocupa muito a proibição ou não, porque se não tiver acesso a todos esses ingredientes na rua, a criança vai ter em casa se os pais não forem educados do ponto de vista alimentar. Minha filha tem três anos, já comeu sanduiche mais de uma vez, mas em geral quando chega a uma praça de alimentação pede arroz, feijão e farofa... Porque? Porque está com hábitos mais corretos...

    ResponderExcluir
  4. Olha eu acho isso mto importante.
    Eu sempre fui gordinha, não pela comida, mas porque eu adoro doces... chocolates...
    Meu filho gosta mesmo é de comida de porcaria... Mas ele tem uma vantagem: COME DE TUDO (EXCETO JILÓ E PEPINO)...
    Então se ele tá gordinho ou magrinho, agora que ele cuide dele mesmo - já é adulto - pois tem 18 anos!

    bjo

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho o mesmo pensamento da Letícia, acredito que a alimentação é uma questão de educação. Arthur experimenta de tudo, mas tem limites. Não vou privá-lo das coisas boas da vida, afinal, elas existem e estão aí pra todo mundo ver (e querer). Com educação, tudo se equilibra e resolve. Mas acho válida a regulamentação, pois há casos e casos.
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  6. Olha, eu confesso que não me preocupa muito a proibição ou não, porque se não tiver acesso a todos esses ingredientes na rua, a criança vai ter em casa se os pais não forem educados do ponto de vista alimentar. Minha filha tem três anos, já comeu sanduiche mais de uma vez, mas em geral quando chega a uma praça de alimentação pede arroz, feijão e farofa... Porque? Porque está com hábitos mais corretos...

    ResponderExcluir

Comente, debata conosco, deixe sua opinião. Mãe é tudo igual agradece.

Web Analytics ▲ Topo